JESUS CRISTO ABENÇOE A TODOS!

Veja mais recados
Senhor!
Esteja à minha frente para me iluminar!
Esteja atrás para me proteger!
Esteja ao meu lado para me amparar! Amém!

Bíblia Online

sexta-feira, 23 de março de 2012

Oração Para Um Mundo Melhor

Meu Pai,
Como deve ser difícil reinar num
mundo desunido,
composto de homens que não conhecem seu verdadeiro
amor.
Como deve ser difícil ver essas desigualdades sociais,
essa ânsia de
poder, que ultrapassa a liberdade
de ser dos que pretendem seguir com
amor.
Como deve ser triste ouvir tantas queixas,
lamentações e choros,
quando, na verdade,
você está dando oportunidades para evoluirmos.
Como
deve ser desagradável ouvir pedidos
de caminhos e soluções, sabendo que cada
ser,
escolhe por si só, o melhor caminho à seguir,
pois é de livre
arbítrio a trajetória de cada um.
Como deve lhe entristecer ver os
seres
com tantas capas e barreiras,
se envergonharem do amor que existe em
seus corações,
se amedrontarem de sua parte que você deixou dentro de
nós.
Como deve ser triste ver as pessoas disfarçarem
suas vontades de
abraçar, beijar seus irmãos
e deixar fluir seu mais puro amor,
se é
exatamente isso o mais importante para você.
Como deve lhe machucar estar tão
pertinho
de um ser que diz não acreditar em você.
E, diante de tudo isso,
meu Pai, você está tranqüilo,
calmo, cheio de amor, nos perdoando, nos
protegendo,
nos incentivando, nos ensinando e nos amando.
Permita-me,
Senhor, colaborar na sua grande tarefa
de levar um pouco de luz à toda essa
escuridão.
Permita-me, Senhor, tentar semear
um pouco de amor entre meus
irmãos.
Permita-me, que com todo meu empenho, coragem,
amor e humildade,
que hoje trago em meu coração,
realizar um pouco do que tanto desejo:
Lhe
ajudar para construir um mundo melhor!
Um mundo onde as pessoas encontrem
dentro de seus corações,
um lugar para o perdão, a compreensão e o
amor.
Um mundo onde haja respeito por cada ser, desde os
minerais,
vegetais, animais, até o próprio homem.
Um mundo onde todos
queiram resolver suas dificuldades,
aceitar suas limitações, mas buscar
sempre,
um dia estar no seu colo.
Um mundo que seja apenas um lindo
jardim,
com milhares e milhares de flores.
Algumas prontas para brotar,
outras brotando
e muitas outras se abrindo.
Abrindo e espalhando novas
sementes.
Um mundo onde não haja medos, mas apenas humildade,
onde cada qual se veja como realmente é e queira mudar.
Mudar verdadeiramente, sem
medos de sofrimentos, em busca de uma FELICIDADE e HARMONIA INTERIOR.
Um mundo onde todos já tenham aprendido a amar.
Amar com um AMOR MAIOR.
E poder entender e ajudar aqueles que conhecem somente o amor menor.
Um mundo onde as crianças tivessem suas vontades respeitadas
e que suas palavras e sentimentos fossem ouvidos com liberdade.
Um mundo onde não houvesse a disputa pelo poder,
mas sim o reconhecimento de quem está mais
preparado para conduzir cada coisa, com apenas um objetivo: DAR.
Um mundo onde não houvesse a pobreza, pois todos já
teriam entendido o lado material e se ajudariam mutuamente.
Um mundo onde todos já soubessem que é apenas uma ilusão ser bonito,
ser rico, ser poderoso e que só uma coisa é de fundamental importância - O AMOR!
Um mundo onde existisse a fé, a solidariedade e a paz.
Um mundo de paz.
Ajuda-me a ajudá-lo, Senhor,
porque é seu o tempo da minha vida.
São suas as minhas manhãs, tardes e
noites.
É seu o meu coração
.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Dia de São José

19 de Março - Dia de São José


O culto a São José começou provavelmente no Egito, passando 
mais 
tarde para o Ocidente, onde hoje alcança grande popularidade. 
Em 1870, o papa Pio IX o proclamou "O Patrono da Igreja 
Universal" e, a partir de então, passou a ser cultuado no dia 19 
de março.
Em 1955 Pio XII fixou o dia 1º de maio para "São José Operário, 
o trabalhador".
Apesar de ter grande importância dentro da Igreja Católica, o 
nome de São José não é muito citado dentro das fontes
 bibliográficas da Igreja, sendo apenas mencionado nos
 Evangelhos de S. Lucas e S. Mateus.
Descendente de Davi, São José era carpinteiro na Galiléia e 
comprometido com Maria. Segundo a tradição popular,
 a mão de Maria era aspirada por muitos pretendentes, porém, 
foi a José que ela foi concedida.
Quando Maria recebeu a anunciação do anjo Gabriel de que 
daria à luz ao Menino Jesus, José ficou bastante confuso 
porque apesar de não ter tomado parte na gravidez, confiava 
na fidelidade dela. Resolveu, então, terminar o noivado e 
deixá-la secretamente, sem comentar nada com ninguém. 
Porém, em um sonho, um anjo lhe apareceu e contou que o
 Menino era Filho de Deus e que ele deveria manter o casamento.
José esteve ao lado de Maria em todos os momentos, 
principalmente na hora do parto, que aconteceu em um estábulo,
 em Belém.
Quando Jesus tinha dois anos, José foi novamente avisado por um
 anjo que deveria fugir de Belém para o Egito, porque todas as
 crianças do sexo masculino estavam sendo exterminadas, por 
ordem de Herodes.
José, Maria e Jesus fugiram para o Egito e permaneceram
lá até que um anjo avisasse da morte de Herodes.
Temendo um sucessor do tirano, José levou a familia para Nazaré, 
uma cidade da Galiléia.
Outro momento da vida de Cristo em que José aparece na condição
 de Seu guardião foi na celebração da Páscoa Judaica, em Jerusalém,
 quando Jesus tina 12 anos.
Em companhia de muitos de seus vizinhos, José e Maria voltavam 
para a Galiléia com a certeza de que Jesus estava no meio do grupo.
Ao chegar a noite e não terem notícias de seu filho, regressaram para 
Jerusalém em uma busca que durou 3 dias.
 Para a surpresa do casal, Jesus foi encontrado no templo em meio
aos doutores da lei mais eruditos, explicando coisas que o deixavam 
admirados.
Apesar da grande importância de José na vida de Jesus Cristo não há 
referências da data de sua morte.
Acredita-se que José tenha morrido antes da crucificação de Cristo, 
quando este tinha 30 anos.
  Fonte digital:

A loja de Deus

Dia de São José 19 de março

A igreja celebra hoje:

São José



quarta-feira, 7 de março de 2012

São Francisco de Assis











Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz. 
Onde houver ódio, que eu leve o amor, 
Onde houver ofensa , que eu leve o perdão, 
Onde houver discórdia, que eu leve a união, 
Onde houver dúvida, que eu leve a fé, 
Onde houver erro, que eu leve a verdade, 
Onde houver desespero, que eu leve a esperança, 
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria, 
Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, fazei que eu procure mais
consolar que ser consolado; 
compreender que ser compreendido, 
amar, que ser amado. 
Pois é dando que se recebe
é perdoando que se é perdoado 
e é morrendo que se nasce para a vida eterna...

domingo, 4 de março de 2012

O amor leva à santidade, e a santidade ao amor


A vontade de Deus é nossa santificação. Ele mesmo nos revela: "Eu sou o Senhor vosso Deus; santificar-vos-eis, portanto, para serdes santos, pois eu sou santo" (Lv 11,44). Deus expõe de maneira muito prática como fazer isso:
"Não explores o teu próximo e não o roubes; o pagamento de um assalariado não deve permanecer em tuas mãos até o dia seguinte; não insultes um surdo e não ponhas obstáculo diante de um cego; é assim que terás temor a teu Deus. Eu sou o Senhor... É assim que amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor" (Lv 19,13-14.18b).
Quando um doutor da lei perguntou a Jesus a respeito do maior mandamento, Ele respondeu citando um trecho do livro do Deuteronômio:
"Amarás o Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com todo o teu ser, com todas as tuas forças" (Dt 6,5) e acrescentou: "Amarás o teu próximo como a ti mesmo" (Mt 22, 39).
A receita para a santidade é o amor que se realiza por meio de atitudes concretas. 
Além de mostrar que este é o caminho para a santidade e que o amor se faz mediante atitudes concretas, Jesus nos diz que seremos julgados pelo amor. Ele afirma: o que fazemos ou deixamos de fazer em gestos concretos de amor é a Ele que o fazemos ou não. Nesse julgamento, ou receberemos o prêmio máximo ou o castigo máximo.
Ele quer nossa santidade. Por isso nos dá uma ordem: "Sede santos porque eu, o Senhor, vosso Deus, sou Santo".
Deus sabe que somos egoístas e que sempre queremos o melhor para nós, por isso nos ensina a amar o próximo. É como se Deus dissesse: "Vocês têm um amor-próprio muito grande, são egoístas, egocêntricos, sempre buscam o melhor para si. Justamente por causa disso amem ao próximo como vocês amam a si mesmos!"
Se você quer ter casa para morar, a melhor roupa para vestir, queira isso para seu próximo. Se você quer e precisa de um trabalho honrado e um salário para sobreviver, se quer um prato de comida em casa, uma cama para dormir, agasalhos numa noite fria, queira isso também para seu próximo. Ame seu próprio como você ama a si mesmo.
O combatente precisa saber que somente Jesus deve ocupar o primeiro lugar em nossas vidas e não nós mesmos. Esse "amor" egoísta, que sempre põe em primeiro plano o amar a si mesmo, está totalmente errado diante do que disse o Senhor no primeiro mandamento:
"Escuta, Israel, o Senhor nosso Deus é o Senhor que é Um" (Dt 6,4).
A expressão "que é Um" quer dizer que não existe outro, somente Ele é o Senhor. Somente Ele é Deus. Ele é tudo. Por isso deve ter o primeiro lugar. Sempre. Em tudo.
Chegou-se o máximo da idolatria: o centro de todas as coisas sou eu! A primeira pessoa em todas as situações sou eu mesmo. Não! É o contrário: Deus é o seu primeiro. Ele é o único. E como conseqüência, amaremos o Senhor de todo nosso coração, com todo nosso ser, com todas as nossas forças. Quanto mais amamos a Deus, mais nos capacitamos a amar o próximo.
O amor ao próximo é como a luz refletida da lua. Você sabe: a lua não tem luz própria. A luz da lua – e ela é tão linda – é a mesma luz do sol refletida. Por isso ela é linda: não é sua própria luz, é a luz do sol que ela reflete.
O "amar o próximo é como a si mesmo" é a luz refletida. É a própria luz do amor de Deus que rebate em nós e reflete nos outros.
O "amor" egoísta que chega às raias de ser egocêntrico, centralizando tudo em si, não tem luz: é opaco. O que refletiríamos seria apenas sombras.
O amor autêntico, aquele que Jesus nos ensinou, o "amai-vos uns aos outros" é luz refletida: nós amamos porque Deus nos amou primeiro (cf. 1Jo 4,10-11).
Todavia o que a chamada "Nova Era" nos ensina é: você precisa primeiro amar a si mesmo, para depois poder amar o próximo. É por isso que estamos cada vez mais egoístas: individualistas, egocêntricos.
Os egoístas são infelizes porque são insaciáveis. Ninguém se sacia no egoísmo, buscando sempre o melhor pra si. Fomos feitos para o amor, nossa satisfação está em amar!
A verdadeira regra é esta: o primeiro é Deus, em segundo o próximo, eu sou sempre o terceiro. É nisso que consiste a felicidade.
Os maiores gestos de amor são sofridos. Um exemplo é a mulher que dá a luz uma criança; depois do parto ela nem se lembra mais da dor. Amor e dor andam juntos.
O amor exige renúncia. Não é simplesmente renunciar a si mesmo, mas renunciar a si mesmo para se dar, para amar, para amparar, para socorrer, para fazer a felicidade do outro.

Padre Jonas Abib

http://www.cancaonova.com/portal/canais/pejonas/informativos.php?id=292
SÃO JOSÉ, PAI AMANTÍSSIMO DE JESUS
FAÇA UMA DOAÇÃO AO NPDBRASIL...

Os Livros da Bíblia


Fonte : http://sermais.blogspot.com
Postagem Original do Blog Primeiro Clic